FOLLOW US

Um Porto a cores e vibrante – Reabilitação

Álvaro Santos, presidente do conselho de administração da Porto Vivo SRU, revela que quem conhecia a cidade do Porto há 10 anos, já quase não a reconhece, “gosto de dizer que antes via a cidade como uma fotografia a preto e branco e hoje é uma fotografia a cores, animada e vibrante. O Porto está mais vivo do que nunca”. O responsável adianta ainda que a SRU vê com muito rigor o licenciamento dos edifícios históricos, sobretudo quando têm um centro histórico classificado pela UNESCO como Património de Interesse Mundial.

Até ao momento a Porto Vivo já reabilitou 10 quarteirões dentro do primeiro regime jurídico de reabilitação. Além da gestão e responsabilidade de 5% do território do Porto, a Porto Vivo tem ainda produção própria. “É com grande orgulho que apresentamos o Programa do Morro da Sé, realizado com um investimento de cerca de 20 milhõe de euros”, explica. O responsável adianta que são 100 fracções – 80 habitações e 20 espaços comerciais. “Só  no último concurso de arrendamento para 28 apartamentos e 11 lojas, recebemos 1750 candidaturas. Este programa não é para renda social mas tem preços muito acessíveis, como por exemplo T0 a 100 euros e T2 e T3 a 300 e 400 euros por mês, respetivamente”, refere. Mas muitos outros grandes projetos já foram realizados pela Porto Vivo, o Quarteirão das Cardosas, os edifícios da Rua das Flores, o Eixo Mouzinho/Flores, o Teatro Carlos Alberto, todos eles têm sido um sucesso.

Álvaro Santos revela ainda que estão a desenvolver um novo projecto, na Praça D. João I, no designado quarteirão da Casa Forte, com 100 fogos para venda com tipologias T2 a T4, num investimento superior a 50 milhões de euros.
O presidente da Porto Vivo, admite que “a cidade tem beneficiado com a crescente procura do turismo mas o turismo também tem beneficiado com a reabilitação da Invicta”.

Fernanda Pedro – Jornal Económico

29.03.17

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.